As referências de Majora’s Mask em A LINK BETWEEN WORLDS

A série The Legend of Zelda é famosa por criar referências de aventuras anteriores em cada jogo novo. Muitas vezes elas são sutis e é preciso um conhecimento profundo da série para ver/entender, outras vezes estão escancaradas na cara do jogador, algumas vezes levemente escondidas, criando um desafio para quem puder encontrá-las.

The Legend of Zelda – A Link Between Worlds leva isso um pouco além, e faz um apanhado de toda a série, fazendo referência não a um, mas a vários jogos que marcaram as aventuras de Link durante esses mais de 30 anos. A maior delas, sem dúvidas, estão com a dupla de músicos no Milk Bar que tocam aleatoriamente as melodias dos jogos antigos, criando um clima gostoso de nostalgia sempre que você pede para que eles toquem.

Mas existe um jogo em especial que é referenciado do começo ao fim em A Link Between Worlds. E eu não estou exagerando quando digo do começo ao fim, porque as referências começam na primeira cena do jogo, e só vão terminar após os créditos finais. Este jogo é The Legend of Zelda – Majora’s Mask.

Todas essas referências a um mesmo jogo deixaram os fãs extremamente curiosos, acreditando que pudessem ser dicas que levariam à existência de um possível remake de Majora’s Mask que estivesse em desenvolvimento. E no final das contas era mesmo. Um ano depois do lançamento de ALBW, a Nintendo anunciou The Legend of Zelda – Majora’s Mask 3D para o Nintendo 3DS.

A MÁSCARA

A primeira, principal, e mais óbvia referência está, claro, na Máscara de Majora que é encontrada dentro da casa de Link, e já pode ser avistada assim que você começa o jogo. A máscara está pendurada na parece, como um troféu para o herói. O modelo 3D da máscara gerou muitas especulações. Alguns fãs acreditavam que ela não significava nada, outros já utilizaram essa referência para teorizar que este modelo 3D da máscara servirá de base para a construção do remake 3D do jogo, algo que era muito esperado pelos fãs da série, depois que Ocarina of Time ganhou sua versão 3D.

Essa máscara explica porque Eiji Aonuma disse ‘diga que eu ri’ quando perguntado se algum dia veríamos Majora’s Mask em 3D. Sim, nós veríamos. Nós vimos ‘a’ Majora’s Mask em 3D, no quarto de Link. E não tinha como nos perguntar se veríamos The Legend of Zelda – Majora’s Mask em 3D.
O diretor do jogo ainda disse que o modelo da máscara foi um pedido pessoal de Aonuma. Indicando um remake ou não, Majora’s Mask foi a primeira incursão de Aonuma na série Zelda e certamente ele tem um apreço especial pelo jogo, o que pode justificar este pedido tão especial.

A FAMÍLIA MAIAMAI

Outra referência a Majora’s Mask (esta não está tão clara assim) é quando você completa a quest dos Maiamai. Ao encontrar os 100 filhotes da mamãe Maiamai, ela te agradece e diz que irá embarcar em uma viagem para outra dimensão. Ok, como estávamos ansiosos por Majora’s Mask 3D, logo já pensamos em Termina como outra dimensão. Mas não podemos nos precipitar, existem outros mundos paralelos em Zelda. A própria Lorule é um deles. E temos também o Twilight Realm de Twilight Princess. Então a mamãe Maiamai poderia ir para qualquer um desses lugares, e isso não necessariamente seria uma referência a Majora’s Mask.

Mas não acaba aí. Quando você sai da caverna, após devolver os 100 filhotes, ela explode em luz (evidenciando a viagem da família para outra dimensão).

…e se você entrar novamente encontrará um único filhote que ficou para trás.

Ele te dirá que é o 72º filhote que você salvou e que a mamãe Maiamai e todos os outros se foram e ele ficou para trás.

E onde mesmo nós já vimos o número 72 em evidência na série Zelda?

Ah é. Em Majora’s Mask, claro. O número 72 é de extrema importância para o jogo, pois é a quantidade de horas inicias que você tem para poder viver sua aventura. Sim, pode ser apenas uma coincidência. Mas dos 100 filhotes, apenas o número 72 permanecer, em um jogo que é permeado de referências. Se você jogou jogos o suficiente da série, sabe que isso foi minuciosamente planejado, mesmo com os mais céticos sempre duvidando de tudo.

MILK BAR

O próprio Milk Bar é uma das referências mais visíveis e diretas ao jogo. O estabelecimento existe no distorcido mundo de Termina, e agora aparece de volta em A Link Between Worlds, desta vez em Kakariko Village.

A TRIBO MASCARADA

Existe uma tribo em Lorule que é conhecida como The Masked Tribe. Como o jogo trabalha com nomenclaturas genéricas (e eu já expliquei porque isso acontece, no Review), os personagens não têm nome, então Masked Tribe foi realmente a melhor forma de descrevê-los, e deixar bem claro que todos os membros precisam usar máscaras, assim como Link usou à exaustão em Majora’s Mask.

Reparem bem no que ele diz: “Monstros te mantêm forte! Eles são sua única salvação, meu filho”. Em Majora’s Mask, Link utiliza diversas máscaras que o transformam em todo tipo de criatura esquisita. Algumas te deixam realmente monstruosos e as pessoas que você encontra pelo caminho têm os mais diversos tipos de reações ao te verem mascarado. Elas te deixam monstruosos em muitos momentos, mas te deixam forte, e elas são sua única salvação.

O LIVRO DOS 03 DIAS

Na casa de Link em Lorule (que aqui, no universo paralelo, não é exatamente a casa dele) existe um livro com o símbolo de Ravio na capa. (O livro só aparece no Hero Mode).
E o livro diz:

As palavras descrevem um ciclo de três dias, cada um deles sendo mais angustiante do que o anterior. Muito parecido com o ciclo de três dias de Majora’s Mask. Quem jogou A Link Between Worlds sabe exatamente a que as palavras do livro se referem. Mas o texto (além de ser claro demais para quem terminou o jogo) pode ser uma brincadeira de palavras e fazer alusões ao momento que Link precisou salvar Termina.

No último dia, que fala que ele precisa ir para lá e poderá nunca voltar, pode ser uma referência clara ao momento que Link vai para dentro da Lua, e ele sabe que pode nunca mais voltar de lá, pois está entrando em um lugar desconhecido, e ele pode nunca retornar. Mas ele precisa ir.

Por mais que muita gente ache que tudo pode ser apenas coincidência, um ciclo de três dias com essas exatas palavras é muito similar ao que acontece em Majora’s Mask para não ser uma referência proposital. É claro que pode não significar nada, mas Eiji Aonuma, quando perguntado se um dia veríamos um remake de Majora’s Mask, disse que ‘a resposta para essa pergunta está dentro de A Link Between Worlds‘, e foi exatamente por isso que vasculhamos o jogo inteiro em busca de respostas.

Sim, referências são comuns em Zelda, e as de Majora’s Mask em A Link Between Worlds podem ou não ter sido um grande jogo de pistas que levou ao remake 3D, mas é no mínimo curioso ver tantas pistas de um único jogo, todas concentradas em outro jogo. Como fãs, tudo o que nos resta é especular, e nos divertir com as coisas que encontramos pelo caminho em nossas aventuras por Hyrule.

E no final…

Após os créditos finais do jogo, quando você joga no modo normal aparece isso:

Mas quando você termina o jogo no Hero Mode, aparece isso:

E aí cada um interpreta essas informações do jeito que achar melhor.

P.s.: A Máscara não aparece, apenas os personagens formando um coração.

Matéria publicada originalmente na N-Party.

Comentários: