REVIEW | Separe a grana para pagar as multas do condomínio com HEAVE HO

Heave Ho chegou ao Nintendo Switch.

Mais um jogo cuidadosamente escolhido pela Devolver Digital para trazer ainda mais diversão e diversidade para a já extensa biblioteca do console da Nintendo.

O jogo, desenvolvido pela Le Cartel, é diferente de tudo o que você já viu, mesmo que seu estilo remeta a outros jogos de bolinhas rolantes, como LocoRoco.

O jogo foi desenvolvido para partidas multiplayer, e consiste em 02 até 04 personagens em um cenário repleto de plataformas, que precisam se segurar uns nos outros para poder chegar ao final da fase. Parece um sistema amigável e fácil, mas a partir do momento que você precisa de outras pessoas para alcançar seu objetivo, o desafio se apresenta em forma de discórdia.

O multiplayer é apenas local porque os jogadores precisam se comunicar para que haja sucesso nas missões, mas mesmo com essa proximidade e comunicação entre os jogadores, é natural que tudo se transforme em uma imensa bagunça, porque nem todos eles terão exatamente a mesma destreza, e a partir do momento em que o primeiro soltar a mão errada, tudo começa a [literalmente] desmoronar.

Os controles são simples, utilizando apenas os gatilhos L e R [ZL e ZR ou SL e SR, dependendo de qual configuração você escolher jogar] para controlar os braços, e os direcionais para mover seu personagem [ele rola desajeitadamente, não facilitando muito o processo de segurar no lugar correto]. A partir daí, os jogadores precisam formar uma corrente humana e se pendurar nos lugares, balançar, arremessar outros personagens através do cenário para eu eles possam se agarrar. Tudo o que está no seu plano do cenário pode ser agarrado com suas hábeis mãozinhas, mas aspectos em outros planos, animais aleatórios que surgem e todo o “sangue” de todas as tentativas frustradas que acabaram em mortes estão lá para atrapalhar.

O jogo pega no ponto fraco de muita gente, a habilidade de distinguir direita de esquerda, no momento de saber qual mão segurar e qual soltar, principalmente se o personagem estiver de cabeça para baixo, ou na vertical, o que serão situações bem comuns. Ele possui um modo de acessibilidade, que indica a direita e a esquerda, mas ainda assim vai desafiar sua capacidade de pensar rápido. Por isso é sempre bom agir com calma, pensar antes de apertar ou soltar as mãos, para que você não mate todos os outros personagens que estão dependendo de você.

Os mundos a serem explorados são variados e cada um é composto por cerca de meia dúzia de fases que vão escalando em dificuldade. Alguns minigames aparecem em algumas fases, mas para conseguir acessá-los você também vai precisa de habilidade [e da ajuda dos seus companheiros]. Os minigames te presenteiam com moedas, que também podem ser encontradas durante as fases, e são extremamente difíceis de pegar [falamos melhor sobre o formato de pegar as moedas no Potinho que foi lançado hoje], e estas moedas servirão para liberar as skins do jogo, que irão diferenciar seu personagem dos demais. Afinal de contas, o jogo já é desafiador, então você não vai querer que todos os braçudos sejam parecidos, né.

A customização de personagens já é bem variada no início do jogo, mas as skins novas que são liberadas são mais divertidas, indo de Lady gaga até personagens de outros jogos da Devolver, como Katana Zero, Pikuniku e The Messenger.

Heave Ho pode se parecer visualmente com muita coisa que você já viu, mas traz uma proposta diferente de muita coisa que você já viu. O design simples se alia a um gameplay inventivo e desafiador, que extrai o que existe de melhor no multiplayer cooperativo. Fazendo com que os jogadores tenham que, mais do que nunca, saber jogar em conjunto, saber cooperar, e isso cria um sistema bastante positivo e saudável na jogatina entre amigos. Mesmo que a fase seja completa aos gritos [“NÃO, MÃO ERRADA”, “ERA A DIREITA”, “NÃO SOLTA”, “ESPERAAA!!!], no final todas as fases irão terminar em risadas, porque o jogo não chega a causar discórdia de fato, ele promove muito mais uma proximidade e interação de uma forma positivamente saudável entre os jogadores do que qualquer experiência ruim que possa surgir de outras experiências multipalyer.

Até nos momentos falhos, em que o seu personagens cai para a morte, são repletos de momentos divertidos e engraçados, que vai fazer com que a diversão daquele gameplay se sobressaia a qualquer tipo de frustração.

Infelizmente o modo single player do jogo não possui o mesmo apelo. Você deve passar pelas mesmas fases, mas com os obstáculos mais próximos, para que você consiga alcançá-los com apenas um personagem. Mas a experiência acaba se tornando solitária e não oferece momentos marcantes como no multiplayer. Por sorte você levar seu Switch para a casa de um amigo, para um evento, e dividir o joy-con, então ele é o jogo ideal para o sistema “multiplayer ready” que o Nintendo Switch proporciona.

É um jogo que promove diversão e aproxima as pessoas com sua proposta multiplayer.

Heave Ho possui Português (Brasil) nos idiomas.

Comentários: